sábado, 12 de maio de 2012

DETALHES




Já comentei por aqui, que muitas vezes não ligo muito para história do filme, mas os detalhes. Por exemplo, O Prólogo do Céu dos Cavaleiros do Zodíaco o que me chamou a atenção foi os cenários em erosão e as poças da água nas pedras carcomidas.  Lembrou-me alguns quadros surrealistas, principalmente na melancolia e no vazio. Realmente, gosto do anime Cavaleiros do Zodíaco, porque há uma preocupação dos detalhes. 

Mais uma vez, Athena se sacrifica pelo planeta Terra e tenta proteger seus cavaleiros. Dá o controle do mundo para irmã Artêmis, a Deusa da Lua.  Logo, o vazio impera no planeta e o santuário de Athena parece que se desmancha na água e na areia, caindo na imensidão do esquecimento.

Então, comecei a pensar que será que o final dos tempos será assim? Uma imensidão vazia surgir e a gente andar entre poças de águas cristalinas e caindo em barrancos, devido à erosão. Como se tudo que acreditamos se desmanchasse, inclusive, a memória.

Lógico que houve a superação dos heróis, para salvar o mundo. E apesar da melancolia ao assistir o desenho, tive a certeza de que mesmo não sendo um cavaleiro e nem poderes fantásticos, lutarei para sobreviver.