Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

BOM SENSO

Imagem
Imagem retirada na Internet


Há tempos atrás li uma matéria que entrevistas vários humoristas de diferentes gerações. A pergunta principal era qual o limite para piada? E ponto em comum entre eles foi o bom senso.
Confesso que nunca entendi muito bem o que é bom senso. Sempre achei seu significado subjetivo demais.
Então, fui fazer uma pesquisa rápida na internet. É um conceito utilizado no raciocínio ligado aos princípios de sabedoria e de razoabilidade, e que determina a competência média a qual um indivíduo possui tem de adaptar normas e costumes às determinadas realidades, podendo fazer bons julgamentos e escolhas.
Não deixa de ser uma forma de "filosofar" espontânea do homem comum, também chamada de "filosofia de vida", que conjetura certa capacidade de organização e independência de quem pondera o conhecimento de vida cotidiana.
Diferente do senso comum, que é um conjunto de crenças e proposições que aparecem como normal, sem estar amarrado numa averiguação part…

CISNE NEGRO

Imagem
Assisti CISNE NEGRO, que é um tipo de filme que faz a gente pensar depois do término da sessão.
A história do filme é de uma jovem bailarina dedicada que almeja o papel de destaque no balé O Lago dos Cisnes, que narra a história da princesa Odette que é enfeitiçada por um bruxo malvado, transformando-a em cisne branco.
Com o tempo, ela se apaixona pelo príncipe, que depois se envolve com a linda filha do bruxo Odile, vestida de negro e com a aparência idêntica à de Odette. O Príncipe fica enfeitiçado pela beleza e sensualidade de Odile e se apaixona.
Logo, a nova jura de amor anula a promessa feita à Odette que permanecerá para sempre presa ao feiticeiro. O príncipe percebe o engano, mas é tarde demais e Odete se joga do precipício, encontrando a paz.
A história do filme faz uma analogia com este balé. Principalmente, na questão do antagonismo das imagens. Odette e Odile são idênticas, mas ao mesmo tempo opostas.
Nina, a protagonista, é uma jovem aparentemente angelical, porém sofre de…

ESPELHOS

Imagem
Acabei de ler Esaú e Jacó de Machado de Assis. É um livro misterioso, pois a narrativa machadiana, não é novidade para ninguém é oblíqua. É um autor conciso e foge da corrente literária naturalista, vigente na época.
No seu penúltimo romance, Machado de Assis arquiteta uma nova forma de narrar e proporciona uma alegoria dos conflitos políticos brasileiros do seu tempo por meio da história de dois gêmeos incompatíveis.
O enredo de Esaú e Jacó centra-se na história dos gêmeos Pedro e Paulo. Suas disputas, são iniciadas no útero materno, estendendo-se por toda a vida. Seus temperamentos são opostos: Paulo é republicano e Pedro monarquista. O que os une é a mãe, depois Flora, que ama dos dois e morre doente por não conseguir escolher.
Machado de Assis se utiliza de referências bíblicas para mostrar que os gêmeos são rivais, não por disputas de políticas, dinheiro e amores. Mas, há elementos míticos e místicos ancestrais que impulsionem a rivalidade entre eles. Há questão do jogo de ima…

OUTRO DIA NO CARRO...

Imagem
Eu, minha irmã e prima estávamos conversando sobre se o meio interfere ou não na vida do indivíduo.
O tema é complexo e, a meu ver, nós somos formados cinquenta por cento do meio e a outra metade pelo nosso temperamento. Existem as combinações de fatos que podem contribuir para os caminhos que cada um leva. Observamos até na família, os pais criam os filhos iguais, mas são completamente diferentes na essência.


Por isso, não deve generalizar demais. Cada caso é um caso. Por exemplo, há ocorrências de pessoas paupérrimas que conseguiram se dar bem na vida pelo próprio esforço, não roubaram e nem mataram.
Recentemente sei de um caso que um mendigo passou no concurso do Banco do Brasil. Porém, se formos utilizar estes exemplos como paradigmas de verdade absolutos, chegaremos à conclusão que vivemos numa sociedade ideal. Para que melhorar a educação, a saúde e distribuir renda se são o indivíduo tem o poder de mudar sua vida sozinho?  Logo, esta super valorização do indivíduo é muito conven…

EU TE AMO, CARA( Nova versão de uma crônica)

Imagem
O que achei mais interessante no filme é a mudança de foco, ao invés do romance, tema batido nas comédias românticas, o roteiro narra a história de um homem que sempre se concentrou nas relações amorosas e com isso não criou laços de amizade.
Ele não tem amigos e este fato virou um problema, quando estava prestes a se casar e não tinha ninguém para ser seu padrinho. Portanto, começa a sair com vários caras a fim encontrar um amigo-padrinho.
O filme tem todas as situações clássicas e bizarras de comédia, mas existe certa originalidade ao protagonizar a busca pela amizade, que é tão quanto importante que a busca pelo amor.
Logo, comecei a me lembrar de casos de algumas pessoas que valorizam em demasia o amor romântico ou o de amizade. Por exemplos, homens que sentem atração por mulheres, mas gostam de passar a maior parte do tempo com os amigos e mulheres que acontecem a mesma coisa. Sentem o desejo do sexo oposto, mas acham chato ficar o tempo todo ao lado dos parceiros amorosos. Preza…

TRAVESSIA

Imagem
Crédito da foto: http://meublogcafecomcanela.blogspot.com/2011/04/blog-post_15.html




Lembro-me que escrevi uma vez: “Tenho um twitter. E aí? A ausência de significado impera.”. Hoje, uso muitas vezes o twitter para escrever microconto ou divulgar algum vídeo ou um texto mais longo que produzi.

Sempre que entro numa rede social, sinto estes sentimentos de vazio e estranhamente. Por que quer participas desta rede? Qual minha proposta? O que farei?

Entrei numa nova mídia social que compartilha vídeos e tenho as mesmas impressões quando ingressei no Orkut, Facebook, Twitter e Youtube. Não sei o que fazer e quais são minhas pretensões?


Não quero encher o saco das pessoas e ficar adicionado um monte de gente para divulgar meu “ trabalho”. Sinto-me mal, quando vejo fotos de pessoas que nunca troquei uma palavra, tenho a impressão de ver espectros.

Estou chegando à conclusão que entro numa mídia ou rede social, para buscar um feedback. Sempre tive ideias e nunca houve oportunidade de expressá-…
Imagem
Imagem

EM MIM

Imagem
A história da humanidade está em mim. No simples ato do cotidiano, manifestam-se conhecimentos antigos. Não deixo de ser um museu ambulante. Entretanto, a história não se revela conscientemente e sim no inconsciente. 

A TRÉGUA DE MARIO BENEDETTI( 1960). Editora: L&Pm, 2008. (CRÔNICA ANTIGA 20/11/2008)

Imagem
Depois que li o livro, comecei a refletir sobre a palavra trégua. Procurei no dicionário, por perceber que só tinha em meus pensamentos só um significado desta palavra, como um período de paz entre as guerras.
sf (gót trigwa) 1 Suspensão temporária de armas e hostilidades; armistício (mais usado no plural). 2 Cessação temporária de trabalho, dor, incômodo ou desgraça; descanso. 3 Interrupção. 4 Férias. Não dar tréguas: não dar um momento de descanso. Pôr tréguas a: interromper.(Michaelis)
A história é de um senhor que por alguns momentos, foge do cotidiano maçante para viver um amor com uma mulher mais jovem. Experimenta o desejo e a ternura em simbiose, marcando sua vida “ medíocre”. Publicado em 1960, o romance é o mais respeitável construção narrativa do escritor e está no hall das obras-primas da literatura latino-americana a partir da década de 60 do século XX. A estrutura da narrativa possui a forma de diário, que mostra ótica pessimista e irônica do protagonista em relação ao seu…

ZELADOR DE MIM

Imagem
Termina minhas férias. Estou contente e triste ao mesmo tempo. Mas, sei que preciso trabalhar para fincar os pés. Preciso de responsabilidades. Ao mesmo tempo, gostei de ter o tempo livre para inventar meus vídeos e contos.
Acordarei na quinta-feira feliz e reencontrarei meus colegas de trabalho, que são pessoas boas e honestas. Quero viver bem e não ser “reclamão”, mesmo que seja difícil me acostumar novamente a acordar cedo.
Sinto falta do meu cotidiano de trabalho, é tão bom chegar a minha casa, depois de um dia no serviço. Lógico, que há os aborrecimentos e dias que quero sumir no mundo. Entretanto, buscar maturidade e enfrentar os problemas me torna mais maduro.
O ano está acabando e preciso pensar na vida. Tenho mais de trinta anos e trabalhar no que gosto já é impossível. Mas, gosto de viver e administrarei meus fracassos. Possuo uma família tão legal e que me apoia em tudo, isso é minha maior riqueza.
Como disse uma vez, serei zelador de mim e organizarei vitórias e derrotas que a…