terça-feira, 27 de agosto de 2013

Ambiguidade





No mundo oficial e racional deve-se ser claro e objetivo com a finalidade da mensagem ser compreendida.

 Mas, a ambiguidade mostra como a essência humana é paradoxal e que se vive em conflito o tempo todo.

Fico fascinado tudo que é dúbio, mesmo que fique quebrando a cabeça para entender. Tira-me da zona de conforto ou da ilusão da coerência cem por cento.

Mesmo que digam que há uma lógica e tudo tem uma razão de ser, não acredito. Na realidade, para mim, o universo é ambíguo.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

“ VOCÊ É RIDÍCULO”




Sim! Quero brincar e viajar, através da minha imaginação. Não vou mais me calar, mesmo que seja ridículo. Prefiro sê-lo a não tentar e a me trancar, como já fiz anos antes.

 Escrevo e faço vídeos porque me ajudam a voar aos lugares mais profundos do meu ser. Criar me ajuda a viver. Caso contrário, tudo fica pesado demais. 

Gosto de experimentar, mesmo que me foda depois. É o preço, problema! Pensando bem, ser ridículo pode ser sinônimo de ser livre, já que não me importo mais tanto com o alhar do outro. 

 Serei ridículo com muito prazer.

sábado, 17 de agosto de 2013

MOTOS



"O movimento seria impossível se não houvesse um vazio entre os corpos."  Lívia Garcia Roza

Não quero generalizar, há muitos motociclistas que respeito o trânsito.

Mas, de um tempo para cá, percebo um aumento incrível de motos e muitos motociclistas estão aloprando o trânsito. Avançam o sinal, nem querem saber se tem pedestre passando e fazem ultrapassagens proibidas e perigosas, podendo provocar acidentes que podem até ser fatais.

Então, penso quem são esses motociclistas que agem tão imprudentemente no trânsito? Muitas vezes, são motoboys ou “mototaxistas” quem correm contra o tempo. A gente também sempre está com pressa, exige rapidez na entrega de um remédio ou uma pizza ou precisa chegar a um lugar urgentemente.

Vivemos numa sociedade que exige agilidade, mas a consequência disso é a imprudência no trânsito que mata várias pessoas ao ano.
Muitos motociclistas não respeitam nada e ninguém. É grave o que está acontecendo. Por isso, em minha opinião de leigo, para ter uma habilitação para dirigir moto precisa ter o mesmo rigor que de um carro.

Estou com medo, antigamente só pensava nos carros, ônibus e caminhões, só que as motos estão se torando um perigo constante também.

Talvez, as pessoas consideram que as motos sejam menos agressivas que outros tipos de automóveis. Mas, são armas também se são mal utilizadas.  Falta uma conscientização sobre como é importante de valorizar a vida.


quinta-feira, 15 de agosto de 2013

ACEITO OS RISCO



Há momentos que preciso ser condescendente comigo mesmo,  por que não? Tudo bem que a autocrítica é fundamental para o crescimento, mas é sacal. 

 Às vezes, digo que sou inteligente, bonito e legal em frente ao espelho. Caso contrário, ficaria com muita baixa autoestima e os “encostos” apareceriam para fazer a festa. 

Sempre me agradeço por existir e ser eu mesmo. Lógico que isso pode ser perigoso, entretanto aceitarei o risco e não terei mais vergonha de gostar de mim.

sábado, 10 de agosto de 2013

COMO PEDIR AUMENTO AO CHEFE!


Oi, gente! Tudo bem com vocês? Hoje conversarei um assunto que muitas pessoas estão me pedindo bastante: “Como pedir aumento ao chefe?”. Bem, isso não é muito complexo, vocês precisam escolher bem as palavras e estar no momento sereno de ser, para que tudo fique orgânico e flua muito bem. Agora, farei um esquete para mostrar como se deve. O meu chefe Valdemar está na minha frente e vou pedir um aumento salarial: 

Seu Valdemar, preciso falar uma coisa para o senhor. Estou há muito tempo nesta empresa, sabe? Eu me doei muito para esta empresa. Sempre estive junto com esta empresa. Até hoje visto a camisa desta empresa. O senhor deve me dar um aumento, entendeu? Por que graças a mim, o senhor teve um lucro de mais de sessenta por cento. O senhor comprou mais um iate, mais uma casa de praia e o senhor vai me desculpar de dizer isso, mas as minhas custas e com o suor do meu trabalho. Então, o que o senhor precisa fazer, seu Valdemar, é me dar um aumento neste momento, melhor, JÁ. Estou cansado de ficar na dureza! Porra! Eu trabalho!! Trabalho MUITO, seu Valdemar e o senhor não me valoriza! Entendeu? Mas, o senhor dá presentinhos caros para seu filho que não faz porra nenhuma!! Só fica na academia malhando e dirigir um porsche, atropelando as pessoas sem querer. Agora, eu falei! Isso é uma injustiça, seu Valdemar! Ainda não satisfeito, seu Valdemar, colocou seu filho num cargo muito melhor que o meu, ganhando muito mais do que a mim e ele não faz nada, só fica no face postando as fotos dele sem camisa, seu Valdemar. É isso mesmo, seu Valdemar, o senhor é um injusto!! O senhor é um filho da puta, seu Valdemar!! Vai se foder!! Eu quero já minha promoção, seu Valdemar! Eu quero já!!.... 

 Viu gente, com muita serenidade, calma, escolhendo as palavras certas e seguindo meus conselhos, com certeza vocês serão executivos de sucesso ou funcionários muito valorizados por seus chefes. Então é isso, mais uma dica simples minha. Continuem a ler ou a ouvir meus conselhos e divulguem meu trabalho. Agora, não quero ser famoso, só quero ajudar os outros, principalmente nesse mundo empresarial e corporativo. Estão precisando de luz e eu sou a luz, posso dar altas dicas para vocês como vão se dar bem na vida. OK! Beleza?! Bem gente, fiquem com Deus e um grande beijo . Até mais!

domingo, 4 de agosto de 2013

Fernão Capelo Gaivota de Richard Bach



Eu compreendi o romance como uma fábula sobre a liberdade. A gaivota Fernão Capelo não quer só voar para comer e ficar perto dos barcos para receber migalhas, deseja ir além. Muitas pessoas vivem esse dilema, não querem só sobreviver, mas conhecer outras coisas.

Fernão Capelo é banido do seu grupo e voa para outros caminhos. Apesar de sofrer dificuldades, conhece a liberdade que rompe o espaço e o tempo.

A história tem uma narrativa simples, porém mostra um conflito existencial humana, que há muito tempo que não se satisfaz mais sobreviver e sim transcender para experimentar a plenitude da liberdade.

Confesso que esse romance cai como uma luva para minhas ideias.  Acredito que ao se abstrair do cotidiano, podemos expandir nossos horizontes.  Entretanto, não adianta só se mover de um lado para outro. Precisa viajar internamente para a mente se expandir. Muitas vezes, mesmo fixo em um lugar, pode-se se transportar a outros lugares inimagináveis.

Enfim, quem for ler Fernão Capelo Gaivota sentirá que essa gaivota especial está dentro de cada um, pronta alçar voo.