Postagens

Eu, Robô de Isaac Asimov, 1950

Imagem
Confesso, não é meu estilo literário( ficção científica), mas, estou a procura de ler outros gêneros com a intenção de abranger meu olhar, saindo da minha zona de conforto. Viajei um pouco, quando aparecia no texto termos científicos ou técnicos.
Quando baixei o livro, pensei no filme inspirado na obra que assisti anos antes.Não tenho a pretensãode dizer qual é omelhor, sãoobrasdiferentes e produzidasem plataformas distintas.Geralmente, o livro e os quadrinhos são voltados para um público mais específico e os filmes tendem a abranger o maior número de público, tornado a história mais acessível.
Um fato que considerei bem interessante, de como foi editado os contos. Asimov amarra os contos uns aos outros, como uma pesquisa de um jornalista, que vai entrevistando Susan Calvin, a psicóloga de robô e aí os contos são apresentados.
Não almejo fazer uma resenha do livro, pelo contrário, sóapontarei algumas passagens que achei relevantes e que fizeram a continuar a ler o livro. “Eu, Robô” amar…
Imagem
Não quis dizer COM topless e sim, fazer.

***

As pessoas serão mais bem resolvidas quando pararem de ver o corpo nu como um objeto de desejo. Ele em si significa várias coisas, dependendo de cada momento.
Quando se sexualiza em demasia o corpo nu e o transforma em pecado, surge a perversidade e o consumo exacerbado de pornografia.
Não me refiro ao sexo em si, o qual faz parte da natureza humana. Mas, dos estereótipos, arquétipos e os fetiches que rotulam o corpo nu como só um objeto de prazer.
Por que censurar os mamilos femininos? Por que só os homens podem tirar fotos sem camisa? Por que os mamilos femininos são tão polêmicos, já que significam vida, também, para os bebês? Por que no carnaval é permitido a nudez e uma mulher não pode fazer topless na praia, pois se tirar a parte de cima do biquíni, será discriminada?
Precisamos refletir sobre a nudez em si. Nascemos despidos e livres, depois, somos encarcerados em convenções sociais que nos aprisionam e nos tornam maldosos ou perversos.
Des…

entre o bem e o mal

Imagem

MACHISMO

Imagem
“Machão não come mel - come abelha.”(
MILLÔR FERNANDES)
Antes de qualquer coisa, não desejo diminuir o sofrimento alheio. Pretendo argumentar de como os homens lidam com o machismo e como este lhes torna um fardo.  
O homem tem vergonha de se revelar, porque foi educado desde os primórdios a ser destemido e uma fortaleza. Toda sua atitude é calcada em relação aos outros, não voltado para si.Necessita mostrar que é o “foda” e o “garanhão” o tempo todo. Mesmo que não esteja a fim de transar com uma mulher, precisa dormir com ela, caso contrário, será sacaneado pelo seu grupo social. Vários homens sofrem com relacionamentos abusivos (defamiliares, amigos e cônjuges), inclusive, e ficam calados para não serem chamados de otários ou mariquinhas.
Vale lembrar que muitos, por orgulho e preconceito, não procuram médicos, principalmente, o proctologista, commedo da famigerada “dedada”, que éum exame eficaz para se precaver do câncer de próstata.Diferente das mulheres que, na maioria das vezes, se…

Reflexões que tive, depois, de assistir ao filme Una...

Imagem
Pois é, fiz o vídeo aos trancos e barrancos e não deu para escrever  a crônica devido a certos problemas técnicos.  Agora, tentarei desenvolver  pela escrita, minhas reflexões. 

Antes de qualquer coisa, não pretendo fazer uma análise crítica do filme e nem uma resenha. O objetivo  do texto é desenvolver os pensamentos que tive, ao término do filme. 

O resumo básico: Uma jovem vai ao encontro do ex-vizinho bem mais velho para confrontá-lo. A partir daí, por meio de flashbacks conta o romance proibido  que os protagonistastiveram, na época ela tinha treze anos. O término  foi bem traumático. 

Bem, chego ao ponto que almejo desenvolver, a questão  do ABUSO. Em muitas ocasiões, o abuso não só se manifesta pela violência, pelo contrário, a sedução é outra forma de molestar o outro. Principalmente, um menor de idade que não tem tanto conhecimento e defesas como o adulto. O adolescente é impulsivo, além da explosão  de hormônios  e com a descoberta da sexualidade, retamente, ele pode se sentir …

Na mesma tecla

Imagem