sábado, 26 de maio de 2012

Apocalipse zumbi




Tenho medo de me transformar em zumbi e de viver num mundo sem palavras e fantasia. Não mais ler um livro e assistir um filme. Viver o instante cru, sem a fábula e a poesia.


O mundo humano tem muitos defeitos, mas as várias manifestações de arte consertam as falhar e preenchem os vazios. Tenho medo de não poder mais sentir o prazer de beber um bom café ou deitar na minha e olhar para o teto. Os pequenos do cotidiano são maravilhosos para mim, como observar a paisagem se diluindo no carro. Nem imagino parar de escrever, que é para mim uma segunda forma de respirar. 


Ser morto vivo é ser outro e o distinto sempre me dá medo. Já pensou viver uma forma completamente diferente como um animal selvagem que é programado pelos instintos?


Se houver um APOCALIPSE ZUMBI, serei um dos primeiros a morrerem. Não tenho dinheiro a fim de comprar minha segurança e nem sou inteligente o bastante para ser útil aos poderosos. 


Enfim, irei me matar. Tomara que Deus me perdoe pelo meu ato. Mas, não quero ser outro. Afoguei em mim há muito tempo.