segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

A CAÇA

A caça


Lucas (Mads Mikkelsen) trabalha em uma creche. Tudo corre bem até que, um dia, a pequena Klara, de apenas cinco anos, diz para a diretora da creche que Lucas mostrou a ela suas partes íntimas. Klara na verdade nem sabe que está a dizer, apenas quer se vingar por se sentir rejeitada em uma paixão infantil que nutre por Lucas. A acusação logo faz com que ele seja afastado do trabalho e, mesmo sem que haja algum tipo de comprovação, seja perseguido pelos habitantes da cidade em que vive.

Ao assistir A CAÇA, recordei que escrevi um pequeno texto sobre a dúvida:
 É um veneno que corrói a alma, deixando-a em ruínas. Leva a uma morte com vida, pois todos vão embora. Questionar a moral de uma pessoa corrompe sua imagem e quando cai na imaginação das pessoas, fodeu. Tudo fica possível, a mentira se transforma em verdade, a pessoa é culpada e fim de papo.

A criança não é anjo e nem capetinha, é um ser humano tão complexo como os adultos. Vivemos num bombardeio de sentimentos e pensamentos ao longo do dia. Lógico, que cada idade há uma proporcionalidade de anseios, mas a intensidade de senti-los é vivo para todas as idades.

A grande discussão de pedagogos, psicólogos infantis e psicopedagogos é que a criança como está num processo de crescimento, o cérebro ainda está em desenvolvimento.

Uma coisa é características singulares que todo mundo tem, outra é o caráter e este não pode ser negociado. Será que não sabem os princípios fundamentais, como não atentar contra a vida do outro?

Lógico que como a criança por ser menor precisa ser protegida. O princípio da Constituição( a isonomia) deve prevalecer, caso contrário será sobrepujado pelos mais fortes, os adultos.

Também, o filme me lembrou muito sobre a Escola Base, que a imprensa marrom e boatos destruíram aimagem dos donos da escola . Realmente, se uma criança diz algo, precisa-se ser averiguado, mas, através de muita cautela e com especialistas em psicologia infantil no comando.

Inclusive, a mídia precisa apurar os fatos, antes de dizer asneiras, caluniando as pessoas.

***

crônica relacionada: Criança http://cronicas-ideias.blogspot.com.br/2011/07/crianca-cronica-antiga-e-revisada.html