quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Real ou Inventado? Escrito em 23/05/2007




Quando vi algumas caspas no meu casaco azul-marinho, imagens surgiram na minha mente. Eu estava numa floresta gelada, junto com um grupo que falava uma língua estranha. Comecei a sentir odores inéditos e o gosto das comidas que me ofereciam tinham um gosto peculiar, também. Todos estavam amontoados pelo frio. Será que estas lembranças são verdadeiras ou imaginadas? Coço mais a cabeça, as caspas parecem uma tempestade de neve, de repente, uma nevasca se abateu sobre aquele povo. Tentavam se protege. Uma mulher me pegou pelo braço, encontramos uma caverna. Havia mais pessoas. Com o tempo, a caverna virou um lar para todos nós e nos transformamos numa grande família. Dançávamos em volta da fogueira e oferecíamos um cervo para uma entidade divina.

“ Para de coçar a cabeça!! É feio”. Uma voz longe corta o estágio de transe em que estava.

Retornei. Sinto nostalgia, mas prefiro ficar por aqui.