quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Raiva



Estava muito bem caminhando, quando veio uma moto em alta velocidade na contramão pela calçada. Por que uma criatura faz uma coisa dessas? É má ou sem educação?

Tudo bem que hoje em dia o tempo está corrido e as pessoas ficam ansiosas para cumprir seus horários, mas deixar de enxergar o outro é muito perigoso, pois podem acontecer situações trágicas. A vida é tão frágil como uma pétala de uma flor. Muitos acidentes fatais nos trânsitos não são cometidos por psicopatas e sim por indivíduos comuns que por imprudência matam.

Cada vez mais estamos nos embrutecendo. Pequenas atitudes ajudariam a ter mais qualidade de vida como respeitar o sinal, não furar filas, atravessar na faixa (Confesso... Esqueço-me disso muitas vezes). Ao andar numa passarela ou ciclovia, fazer fileiras para a locomoção seja mais fluída, pois, o que acontece, tem gente que quer caminhar ao lado do amigo e atravanca a circulação de transeuntes.

Enfim, falta educação. Porém, não me refiro a convencional, mas uma educação humanizada que contribua à formação de cidadãos éticos.