sábado, 9 de outubro de 2010

A PARTIDA(2008)

Além de abordar a morte com simplicidade e lirismo, o filme mostra a busca do homem pela felicidade. É um tipo de história que qualquer pessoa iria se identificar com protagonista: Daigo Kobayashi (Masahiro Motoki). O filme, vencedor do Oscar 2009 de melhor filme estrangeiro, possui momentos de humor e drama e ao longo das cenas ilustra como estes elementos estão inseridos em nosso cotidiano.

Quando soube que ia passar no canal da tevê a cabo, não perdi a oportunidade a fim de refletir sobre a morte, um tema muitas vezes tabu na sociedade. Não tenho medo da morte, mas do vazio de não existir. Entretanto, a morte faz parte da vida e ela pode ser uma passagem para outro plano. O filme passa esta mensagem, principalmente nas cenas do ritual da preparação dos mortos.

Daigo no começa da película era um homem perdido e que vê o sonho de ser um músico perecer. Entretanto, quando retorna para casa, encontra um novo sentido para vida. Trabalha na preparação dos cadáveres com dedicação e carinho. De alguma forma, ele também fez uma passagem. Deixou a vida passada em Tóquio e o sonho antigo para uma nova realidade. Eu quero ter esta coragem de recomeçar também, sem apegos fúteis ou orgulho.

A partida é um filme que todas as pessoas precisam ver, pois pode ajudar a entender como a vida é. Inclusive, não ter medo da morte e nem das mudanças que ocorrem na travessia da vida.

http://www.youtube.com/watch?v=MtdENmR6jKw&feature=fvw