quarta-feira, 16 de abril de 2014

Coisas óbvias que digo, mas acho importante dizer...


Imagem encontrada no google


Cada vez mais as redes sociais virtuais estão se infiltrando em nossas vidas e mesmo que a virtualidade seja aparentemente abstrata, ela faz parte da nossa realidade.

Atrás dos perfis há indivíduos de carne e osso, por isso precisa-se ter cuidado quando for dizer algo. Se não gosta do que outro publica, não diga nada, só deleta ou bloqueia as atualizações. Como diz minha mãe: "Coração é terra que ninguém pisa", cuidado de não machucar ninguém com sua insensibilidade.

Percebo que a empatia está em baixa, inclusive, entre os jovens que promovem bullying virtual e não dão a mínima para a dor alheia. É uma perversidade preocupante, pois muito acham isso natural.

Outro fato que me preocupa é que muitos adolescentes e crianças estão "hackeando" as redes sócias dos colegas e postando mensagens dúbias e maliciosas para denigrir a imagem deles. Posso estar exagerando, mas que tipo de adulto esses meninos e meninas se tornarão?

Senhas são individuais e ninguém pode captura-las, isso é furto. Se uma geração crescer achando isso normal, o que será da sociedade? Um invadindo a privacidade do outro e sacaneando de todas as maneiras.

A liberdade só pode existir com os direitos fundamentais de um indivíduo respeitados e para isso precisa-se de leis e disciplina.

Pais e educadores prestem mais atenção o que os pequenos andam fazendo. Educar, também, é ensinar a respeitar o outro.

****
Obs: Dei uma rápida pesquisa e têm um monte de sites que explicam como hackear as redes sociais. Isto é assustador! Mas o problema não é a Internet, mas quem se interessa por este assunto.

Obs: AVISO URGENTE!! Não marquei ninguém no face.