sábado, 16 de junho de 2012

FILME CONFIAR ( 2011)




É a história de uma adolescente que encontra um “amigo-jovem-bonito-atlético” na internet. Ele é agradável e aparentemente preenche suas carências. Mas, depois de um encontro real, ela entra numa cilada e seu príncipe se transforma num coroa pedófilo.

Ao longo do filme, percebi que não se tratava somente de crimes sexuais que acontecem na internet. A história mostra como o CONFIAR é muito complexo, independente da época. Quantos casos, ouvi dizer de jovens que foram iludidas por pilantras, em tempos das nossas avós.

Por outro lado, há o conflito do pai da garota, que se sente impotente por não protegê-la. Logo, há a prepotência dos pais que pensam que podem proteger os filhos numa redoma de vidro. Almejar que o filho seja sempre inocente o torna uma presa fácil para os predadores. As crianças para crescer, precisam aprender com os fracassos e as feridas. Devem a prender por conta própria quem pode CONFIAR.

Mostra que o pai não se preocupa com a filha vítima de abuso, mas o seu ego de pai ficou abalado e a vontade de se vingar, muitas vezes, foi mais forte que ajudar a filha.

Na realidade, desejava que fosse uma menina indefesa protegida numa redoma de vidro construída por ele mesmo. Quando a viu deprimida por causa do abuso, sentiu-se culpado de não ter mantido a confiança da filha em relação ao mundo.

Contudo, ser inocente em demasia não faz bem. O medo e a malícia são importantes à sobrevivência.  Pessoas muitas ingênuas estão expostas aos caçadores.

Por isso, que este filme como 'Precisamos falar sobre o Kevin'  precisam ser vistos tantos pelos pais e filhos.

***
Fiz esta crônica, porque tá rolando um funk auto na esquina e não consigo dormir.