quarta-feira, 20 de junho de 2012





Adulto, mas ainda um menino medroso. Está perdido, anda freneticamente pelas ruas e galerias para encontrar algo que não sabe o que é. Quer sair do país, afastando-se da família e que encontrará felicidade em outras terras. Olha um homem sem braço que o espera na calçada, anda depressa o outro acompanha. O jovem corre, o senhor mantém o pique, porém, consegue escapar por enquanto do pai maldito, que foi embora sem saber dele. Através da revelação de um segredo de família descobre que não foi bem assim, foram as circunstancias que o fizeram ir para longe. O menino medroso cresce, agora é um homem que caminha junto com o pai sem braço pela rua.