sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O PRIMEIRO PEDAÇO DO BOLO



O vídeo a seguir é engraçado, apesar dos palavrões. Mas, ele me fez refletir como não podemos esperar muito dos outros. 

Muitos consideram o humor como um gênero inferior. Entretanto, este estilo nos leva também a reflexão sobre nossa sociedade. Quem nunca pensou algo, quando viu um filme de Charles Chaplin? 


Recordo que aprendi, em algum lugar, que a figura do bobo da corte divertia o rei em épocas passadas. Declamava poesias, dançava, tocava algum instrumento e conduzia as festas. Dizia o que o povo gostaria de dizer ao rei e achincalhava a corte. Com ironia mostrava as duas facetas da realidade, revelando “ os podres do rei”. Era geralmente um indivíduo de grotesca figura - corcunda ou anão. 


Mesmo que o bobo da corte não exista mais, os comediantes contemporâneos exercem esta função na sociedade. Quantas vezes me percebi ridículo quando um humorista fala sobre um assunto do cotidiano, que nem tinha me dado conta.

Concordo que o humor está agressivo, mas nossa sociedade anda muito hostil. Portanto, o gênero é reflexo dos valores atuais.


Enfim, vale a pena assistir o filme e pensar sobre todos os tipos de relacionamentos afetivos.