segunda-feira, 23 de maio de 2011

DEPEDÊNCIA


Odeio quando percebo que estou dependente de algo. Quando meu computador deu defeito, nessa segunda-feira, fiquei arrasado.

Não posso me sentir triste por causa de um objeto. Tudo tem solução, tenho saúde e minha família. Não posso fazer tempestade em copo d’água.

Lutar contra as pequenas obsessões do cotidiano é muito cansativo. A vida é tão mais bela, por que se preocupar com o computador e ficar que nem zumbi por causa dele? É sem sentido isso. Falo para mim mesmo: “ Aprenda a ser gente!”.




Um dia quem sabe, irei me tornar uma pessoa evoluída que não se estressa por qualquer coisa.