sábado, 6 de junho de 2015

LATITUDES



Gostei do filme estrelado pelo Daniel de Oliveira e Alice Braga, pois em um filme que mostrarão questões bem contemporâneas. Nas histórias duas pessoas se relacionam e se encontram em vários países e, apesar de não quererem aprofundar o relacionamento, o sentimento fala mais forte. Em viagens através de oito países diferentes, os caminhos de um fotógrafo (Daniel de Oliveira) e de uma executiva de moda (Alice Braga) se cruzam e se separam, criando uma história de amor especial.
A história evidência que mesmo o mundo globalizado e a quebra das fronteiras, o ser humano ainda vive conflitos sobre a falta de comunicação e o medo de se entregar numa relação duradoura. As cenas são dinâmicas como hoje em dia e tive a sensação de vazio ao pensar nos encontros fugazes entre os indivíduos e, inclusive, os montes de amigos e seguidores das redes sociais que a gente tem e mesmo assim as pessoas continuam sozinhas. 
Gostei do filme estrelado pelo Daniel de Oliveira e Alice Braga, pois em um filme que mostrarão questões bem contemporâneas. Nas histórias duas pessoas se relacionam e se encontram em vários países e, apesar de não quererem aprofundar o relacionamento, o sentimento fala mais forte. Em viagens através de oito países diferentes, os caminhos de um fotógrafo (Daniel de Oliveira) e de uma executiva de moda (Alice Braga) se cruzam e se separam, criando uma história de amor especial.
A história evidência que mesmo o mundo globalizado e a quebra das fronteiras, o ser humano ainda vive conflitos sobre a falta de comunicação e o medo de se entregar numa relação duradoura. As cenas são dinâmicas como hoje em dia e tive a sensação de vazio ao pensar nos encontros fugazes entre os indivíduos e, inclusive, os montes de amigos e seguidores das redes sociais que a gente tem e mesmo assim as pessoas continuam sozinhas. ( Gente, viajei aqui, mas, como este espaço é meu e não sou crítico, posso aloprar um pouquinho, né?)

Voltando ao assunto do filme, achei-o interessante e o roteiro muito bom. Torço que o cinema nacional faça mais filme deste estilo.

Obs: Assisti no Netflix...