segunda-feira, 1 de julho de 2013

SALVADORES DA PÁTRIA



Nas últimas semanas ao observar as manifestações populares para um Brasil melhor, observo que estamos deixando de esperar salvadores da pátria. Pelo contrário, começamos a tomar as rédeas de nossas próprias vidas. 

Não adiante esperar um ser que resolverá todos os problemas do país. Devemos ser nossos próprios salvadores. Precisamos participar da política e fiscalizar o que nossos representantes ou agentes públicos fazem.
Essa ideia de independência me alegra tanto e me faz ter esperança. Pois, estamos vivendo o possível da construção de um mundo melhor. Sem ficar à espera, na janela da torre mais alta, do príncipe que matará o dragão da corrupção.  

O homem é um ser político na sua essência. Portanto, a política não está exclusivamente no Planalto Central, mas no cotidiano de nossas vidas.  Então, se buscarmos viver eticamente, isso se refletirá nos três poderes: Executivo, legislativo e judiciário.