Não quero isso para mim



Fiquei abismado com a cena sem edição de um artista tirando fotos pelos paparazzi e fãs, sempre assistia a essas sessões de fotografia editadas e com músicas glamorosas.

 Nunca tinha me dado conta o quanto é violento, os flashes invadindo as retinas.  Tanta luz que pode chegar à escuridão do abismo.  E o que resta depois? A essência reduzida a uma mercadoria. Não consigo me imaginar jogado na arena das feras, onde não posso ser devorado literalmente, mas, minha essência através dos flashes.

Nesse ritual das celebridades e fotos tudo parece ser tão forçado, um ensaio mal feito da vida.

 Alguns podem achar que estou com dor de cotovelo ou exagerando.


 Só que não quero isso para mim.

Postagens mais visitadas deste blog

Idéias do canário-Machado de Assis

FILME ANTICRISTRO

Escritores da Liberdade