quinta-feira, 5 de julho de 2012

19/01/2007






QUEM É ELE? 

É adolescente. Quer o prazer de imediato. Não pensa muito em seus atos. Bêbado e com amigos entediados olha um rapaz, que carrega algumas compras.

Um colega tem uma idéia e todos põem o plano em prática. Começam a jogar algumas pedras. O rapaz morre. Seu crânio foi rachado. Vão embora, sem perceber a atrocidade que praticaram. Ele segue seu grupo, que é sua identidade. Chega em casa e toma banho para se refrescar. 

Continua sua vida rotineira: “Hoje tem um show legal. Vou chamar a Cris. Ela tá doidinha por mim”. Nem se dá conta do assassinato que praticou. Também, não tinha o hábito de ler jornal, só a seção de esporte.

O tempo passou. O jovem ser transforma em pai de família. Toda sexta feira encontra os velhos amigos, relembra os tempos loucos de outrora.

Ele é Imoral ou amoral? Não sei definir essa criatura. Tenho a tendência de achá-lo um monstro. Mas, as bestas não pensam, agem instintivamente.