quinta-feira, 9 de outubro de 2014

MOMENTO


Sabe quando você está caminhando apressado para depois ir ao trabalho e chegar na hora, de repente, vê uma cena que o faz sair da rotina, deixando-o em desencaixe com sua realidade. Pois é, aconteceu isso comigo hoje (09 de outubro), vi um pássaro selvagem em cima de um cavalo preso numa corda. Ele estava imperioso, mas era sua natureza de ave transmitida por anos. Só queria ficar pousado para descansar, diferente do homem que monta no cavalo para explorar. Os dois viviam em harmonia invejável em pleno mistério da vida. Então comecei a pensar sobre muitas ideias que li, ao longo do tempo, como o universo é múltiplo de camadas e não existe uma só realidade, onde o ser humano é o protagonista de tudo. Pelo contrário, somos tão ínfimos como as partículas dos grãos de areia do deserto e os nossos problemas não são tão importantes em relação à imensidão do universo-diverso. Parei minha caminhada e tirei uma foto do celular, sei que não está boa, não sou fotógrafo, entretanto, precisava registrar meu achado que de certa maneira me fez descobrir que estou vivo. Voltei a minha rotina recarregado.