quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Pensem nos natimortos...





Não quero fazer um discurso moralista. Sou a favor de uma liberdade sexual consciente. Mas, não se pode negar que o prazer do sexo pode ser doloroso em muitas ocasiões. Hoje, vi uma guia de óbito de um natimorto e a causa da morte: Sífilis congênita. Fiquei estarrecido e me falaram que havia outros casos semelhantes. 

Poxa vida! Em pleno século XXI isso acontecer! Fala-se bastante sobre AIDS, mas as doenças venéreas são perigosas e podem até matar. Por que se continua a resistir o uso da camisinha? Segundos de prazer vale mais que sua vida e dos outros? Quantos natimortos espalhados pelo mundo por causa de um ato promíscuo, uma tragédia silenciosa e que parece que ninguém presta a atenção.

Vivemos num mundo erotizado e os meios de comunicação exploram isso. Mas até onde a liberdade sexual esbarra na promiscuidade? Como já disse, não quero ser moralista, mas sexo não é tão simples como trocar de roupa. Há consequências e precisam ser analisadas.

O que quero dizer é que não é para deixar de fazer sexo, não sou conservador. Mas, pensar que é um contato físico e precisa de precauções. Não dá para de deixar levar pelos instintos. 

Pensem nos natimortos que morrem de sífilis congênita.