domingo, 7 de setembro de 2014

SEPARAR O JOIO DO TRIGO



"Culpabilizar as religiões por aquilo que alguns fundamentalistas fizeram (ou fazem) em seu nome é tão ridículo como culpabilizar a filosofia pelo uso que alguns fizeram (ou fazem) das ideias de certos filósofos"Autor - Poiares Maduro , MiguelFonte: Diário de Notícias / 20040414









Não sou profundo estudioso do islamismo, mas a religião não tem nada a ver com extremistas terroristas que provocam atentados terríveis. Precisa-se separar o verdadeiro sentimento da religiosidade com os " falsos profetas", que são verdadeiros bárbaros.

Ao olhar rapidamente a História da humanidade, as religiões serviram como meio de dominação e até justificativa para escravizar e torturar, desviando-se dos dogmas originais que as constituíram.

Outro fato que gostaria de dizer...  Não concordo em misturar religião com política. Não se pode votar num indivíduo porque ele é representante de certa igreja, mas sim se realmente fará projetos que ajudarão a população.

Mudando de assunto novamente(digressão total), sempre escuto pessoas dizerem que são tementes a Deus e sabem rezar ou orar, todavia, falam mal dos outros, avançam o sinal e quando podem, tiram proveito da situação para se dar bem.

Afinal, necessita-se separar o joio do trigo. Diferenciar o que é mentira e o autêntico sentimento religioso.