quarta-feira, 3 de setembro de 2014

FICÇÃO E REALIDADE

Imagem encontrada no  google

Por esses dias ouvi uma escritora dizer que não sabe escrever romance, pois escreve sua realidade através de opiniões e crônicas. Não concordo com ela. O romancista escreve ficção conscientemente, mas há a invenção inconsciente e a construção de personagens ao longo da existência de cada indivíduo.

Eu como já disse, diversas vezes, sou administrador de minhas próprias máscaras. Logo, sou contraditório ao misturar o que sou e o que gostaria de ser. Tive uma revelação um dia, como se alguém me falasse no pé de ouvido: "A realidade e a ficção são a mesma coisa". Nossa História tem tanta lenda e olha que existem datas e discursos, os quais fundamentam fatos que nem aconteceram.

Podem achar exagero: " Eduardo, não tem gente que voa por aí como nos filmes.". Tudo bem, só que não me refiro às fantasias maravilhosas e fantásticas que todo mundo sabe que não existem em “nossa” realidade. O que quero argumentar que é muito complexo as pessoas dizerem que só dizem verdades sobre elas.

Às vezes, vejo-me brincando de pique e esconde comigo mesmo, quanto mais penso que me conheço, percebo que há uma máscara oculta por vir. Quem sabe, cada um de nós edifica uma ficção de si mesmo, que se torna uma realidade inventada, mas, que não deixa de ser legítima.