terça-feira, 12 de maio de 2015

La mala verdad

Imagem encontrada no google


O que acontece nos recantos de uma casa? O que se passa no cotidiano de uma família? E quando a violência vem de dentro do lar e não de fora? Mas, o que fazer quando não é evidente, pelo contrário, oculta entre silêncios e uma aparente tranquilidade? 

Comecei a questionar essas coisas, quando acabei de assistir ao filme. A história conta a vida de uma menina que mora com a mãe e o pai. Aparentemente, ela leva uma normal, porém, ao longo do filme e com o auxílio de uma psicóloga infantil da escola, o segredo que a garota guarda vai se revelando, principalmente, através dos desenhos que desenha na terapia. O filme ganha ponto pela sutileza de mostrar como o medo e a maldade não são tão explícitos, mas sim em pequenos gestos como um olhar, uma respiração ou um desenho infantil. Deve-se decifrar as entrelinhas.

Enfim, é um tipo de filme que nos ajuda a pensar como a gente vive em um baile de mascaras e que ninguém sabe o que acontece nos recantos mais escuros de uma casa.