sábado, 25 de agosto de 2012

O PALHAÇO





Realmente, quem está por trás da pintura ou da persona do trabalho? Tem angustia, raiva e medo como a gente? Sempre vemos a alegria da representação deste artista particular cheio de cor e retalhos, entretanto, muitos se esquecem do indivíduo.

Nesse filme não conta só a história de dificuldades e alegrias de um grupo de circo que atravessa o país, mas a busca do protagonista encontrar seu lugar no mundo e de se encontrar como indivíduo. Benjamim atuava com o pai e apesar de gostar do convívio com todos os artistas do circo, sentia-se melancólico. Parecia estar à sombra do pai. Então, vai embora para se descobrir e tem uma revelação... Não contarei a história toda.

Confesso que o filme foi uma grata surpresa. Não pela história em si, mas como foi produzida a película. A narrativa do filme é linear e conta uma história simples e universal: “Um indivíduo que procura seu espaço no mundo.”. As fotografias, os pequenos detalhes das cenas e a construção dos personagens. 

Enfim, o Cinema Brasileiro deveria produzir mais filmes assim: Despretensiosos e Belos e valoriza os pequenos detalhes da vida.