segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Por que escrevo?




Sempre faço esta pergunta e cada vez mais tenho a certeza:
·      para me salvar de mim mesmo.
·      uma forma de respirar.
·      uma âncora que não me deixa à deriva na tormenta

Ao longo do tempo, surgirão outras razões. A única certeza que possuo é que continuarei a escrever até o último suspiro.