domingo, 16 de janeiro de 2011

BUSCA DA FORMA





Escrevo, publico, erro; escrevo de novo. Não vou desistir, continuarei tentando. Conseguirei esculpir meu texto e os leitores terão prazer de lê-lo.

Sempre me pergunto qual tipo de texto que quero fazer? Desejo desenvolvê-lo de uma forma simples, sem ser simplório e complexo, mas não de difícil entendimento. Almejo que meus textos sejam pontes para outros conhecimentos e que se tornem um bom entretenimento para as pessoas.

Tenho muitas ideias e minhas mãos não as acompanham. Consequentemente, muitos escritos que produzo ficam truncados e erros ortográficos e gramaticais. Mas, sempre estou reescrevendo e publicando no blog. Não terei vergonha de expor meus enganos e tropeços.

Entretanto, não serei ridículo. Tenho a consciência que tenho muito caminho a percorrer.