"Prezados" Assassinos




Os senhores pensam que são poderosos só porque têm um arsenal de armas para usarem contra seus inimigos, mas, na verdade, são fracos. Escondem-se em fortalezas e poderios bélicos.
Com certeza, nem se importarão com esta carta. Estão tão voltados para si, que não enxergam nada além de seus egos doentios e perversos.
Entretanto, digo a verdade aos senhores. São frágeis e insignificantes, não suas vítimas. Quem deseja poder e ser temido, o tempo todo, é covarde e inseguro. 

Ser forte é possuir empatia com os outros e ser ético. Procurar alternativas para um mundo mais justo. Usufruir a liberdade de ser autêntico, sem medo de ser destronado a qualquer momento, por uma facção rival. Consequentemente, a trajetória de vida será digna de respeito. Diferente a dos senhores que só sabem jorrar sangue de gente inocente e perseguirem um poder ilusório como insetos de contra a luz dos lustres e dos postes. Não estão seguros, a qualquer momento, seus castelos de areia cairão.

Posso estar sendo ingênuo. Vivo no país da impunidade. Mas, creio nisso com todas as minhas forças. Principalmente, na justiça depois da morte.


***

Escrevi  preSAdo 

Senti algo errado e fui pesquisa...

"A palavra presado está errada. Devemos utilizar o adjetivo prezado sempre que quisermos referir alguma coisa ou alguém que se preza, ou seja, que é estimado, apreciado. Significa também uma pessoa asseada e cuidadosa. A palavra prezado é o particípio do verbo prezar, devendo assim ser escrita com z e não com s."

Postagens mais visitadas deste blog

Idéias do canário-Machado de Assis

Preciosidade, conto de Clarice Lispector

FILME ANTICRISTRO