sábado, 3 de setembro de 2016

PETER PAN

Resultado de imagem para peter pan


Assisti na tevê a notícia de que a polícia desmantelou uma rede de pedófilos. Eles compartilhavam por meio da internet, materiais de pornografia infantil. Parabéns para a polícia, mostra que a instituição tem inteligência e não só truculência. Mas, o que me intrigou foi o título da operação: "Peter Pan". Comecei a pensar sobre este fato. 

Antes de qualquer coisa, respeito às inúmeras interpretações, pois, ajudam na construção do conhecimento. Agora, o que me preocupa é certa interpretação se tornar um rótulo, causando a restrição do saber. Peter Pan morava na terra do nunca e era líder dos meninos perdidos. Tudo bem que se pode interpretar a história como o medo das pessoas envelhecerem, almejando sempre ser jovens. Contudo, não se pode levar pelo lado patológico. Há o lirismo da imaginação. Inclusive, a criança que existe dentro da gente nunca morre e se manifesta nos sonhos e na curiosidade de sempre conhecer algo novo. 

 Na realidade, não existe este esquema certo de criança, adulto e velho. Ao longo do tempo, estes estágios se misturam. Quem nunca fez algo imaturo? Ou se sentiu velho demais, mesmo não sendo idoso? 

Retornando ao assunto, viajei um pouco. O que me preocupa é tornar uma interpretação psicológica quase um clichê, por exemplo, colocar o personagem Peter Pan como uma síndrome, que ocorre em pessoas mentalmente dementes. Este conceito começou a ter força com o polêmico Michael Jackson, o artista fez até sua Terra do Nunca, chamando crianças para passar um período com ele em seu reino. Apesar das excentricidades do artista, nunca houve provas concretas que abusou sexualmente de alguns meninos em sua propriedade. 

Por fim, Michael Jackson foi uma pessoa com problemas emocionais, mentais e psíquicos devido a sua trajetória, ainda o relacionamento tumultuoso com pai. Nunca, até então, provou-se ser criminoso.  Enfim, o que quero dizer, cuidado de rotular características humanas a partir de " clichês psicológicos". 

A natureza humana é diversa de singularidades.


***

Mais um mico na minha vasta coleção. Antes tinha escrito Maicon Jackson. Ainda bem que uma amiga deu-me um toque.